Cachorrinha espera em delegacia por dono preso

(Foto: reprodução/ Google Street View)

Uma cachorrinha ficou na Delegacia de Cambé por quase 24h. Ela não estava presa, mas esperando o dono que foi detido por causa da falta de pagamento de pensão alimentícia. O animal acompanhou o proprietário durante o cumprimento do mandado de prisão, na sexta-feira à noite (21), e não saiu da frente da delegacia.

A equipe da Polícia Civil, então, resolveu acolher o bichinho. O delegado Roberto Fernandes de Lima explica.

A irmã do preso levou a cachorrinha para casa.  Em nove anos de profissão na polícia, o delegado diz que nunca tinha passado por uma situação como essa, mas é que comum acionar os familiares dos presos para cuidar dos animais que ficam em casa.

A prisão do homem veio de um mandado expedido em São Paulo, por causa de uma dívida inicial de pensão alimentícia no valor de R$ 500. Ele deve permanecer 30 dias preso – ou até pagar o valor devido.

Reportagem: Ana Flavia Silva

Comments

  1. Ney de Araripe Sucupira says:

    Os animais são mais humanos, principalmente, nos dias de hoje. Foi uma expressão de compaixão, solidariedade e fidelidade ao seu bípede amigo. Há necrópoles e cemitérios ao redor do mundo onde encontramos animais orfãos ao lado do jazigo de seus donos,como gatos, cães, jumentos e cavalos.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*