Caso Daniel: mais dois suspeitos se apresentam à polícia e são presos

(Foto: Reprodução/Facebook- Daniel Corrêa)

Se apresentaram à polícia hoje (08) pela manhã os outros dois rapazes, suspeitos de participação no crime que resultou na morte do jogador de futebol Daniel Corrêa Freitas, de 24 anos. São eles: David Willian Villeroy da Silva, de 18 anos, e Igor King, de 20.

Ontem (07), a Polícia Civil prendeu Eduardo Henrique da Silva, de 19 anos, em Foz do Iguaçu. De acordo com a investigação, ele é primo de Cristiana Brittes – esposa de Edison – o assassino confesso, e teria participado do crime. Tanto David, quanto Igor e Eduardo estariam no carro que levou Daniel da casa – onde o espancamento começou, até a zona rural de São José dos Pinhais. Ontem, Edison depôs ao delegado por cerca de seis horas e apresentou uma versão diferente da que havia dado anteriormente: agora, ele nega que tenha arrombado a porta do quarto. Para o advogado contratado por Brittes, Claudio Dalledone, a versão inicial havia sido dada para proteger os outros envolvidos.

Brittes evitou detalhar a morte do jogador. A defesa dele informou que vai aguardar a conclusão da perícia a ser feita no local para tentar apurar, oficialmente, a maneira como o assassinato aconteceu. Só depois disso, Edison deve se manifestar a respeito. Para o promotor João Milton Salles, está claro que houve tempo suficiente para que os envolvidos refletissem sobre o que estavam fazendo e evitassem a morte – o que não aconteceu.

Nesta quinta-feira (08) de manhã, Cristiana e Allana Brittes foram levadas ao IML para exames de corpo de delito – procedimento padrão. Isso porque elas devem ser transferidas para outra unidade prisional ainda hoje. Além disso, uma equipe do Instituto de Criminalística voltou à casa onde Daniel foi espancado.

O objetivo é tentar colher novas informações e verificar se as provas que podem ser obtidas coincidem com o que alegou Edison em depoimento.

Reportagem: Narley Resende/ Alexandra Fernandes

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*