Decreto do Governo do Estado revoga reajuste de secretários do Paraná

Foto: Rodrigo Félix Leal/ ANPr

O governador Ratinho Júnior (PSD) anunciou que vai revogar um decreto que permitiria um reajuste de 16% para alguns cargos da administração pública estadual como os secretários, o vice governador e o próprio governador. A medida foi divulgada durante uma reunião com o secretariado no Palácio Iguaçu, nesta terça-feira. A decisão deve trazer uma economia de ao menos 7 milhões de reais ao ano.

Na pauta da reunião estavam assuntos relacionados ao orçamento. Um problema com um software de dados da Secretaria Estadual da Fazenda ainda dificulta o acesso das equipes do novo governo as informações.

De acordo com Ratinho Júnior, apenas 60% dos dados estão no sistema e não se tem um panorama da real situação fiscal do Paraná.

Segundo o governo, só vai ser possível confirmar de fato, se o estado tem R$ 400 milhões em caixa, como anunciado pela ex-governadora Cida Borghetti, após o pente fino. A questão do software já tinha sido exposta durante as reuniões de transição. Ratinho ainda disse que as equipes tem trabalhado para realocar os cargos comissionados que foram exonerados em 2 de janeiro. As vagas estão sendo remanejadas e a prioridade vai ser para áreas estratégicas como a segurança e a educação.

Em coletiva de imprensa, o governador ainda falou sobre os projetos para o interior do Paraná. Entre eles a ampliação dos aeroportos de Londrina e Maringá, no norte do estado. Assunto que devem ser levado ao Ministro da Fazenda Paulo Guedes, com quem já tem uma audiência marcada.

Reportagem: Alexandra Fernandes

Foto: Rodrigo Félix Leal/ ANPr