Paraná

DPE-PR cobra explicações após desfile com crianças negras como escravas

Defensoria Pública do Estado do Paraná classificou o ato como de extrema gravidade

 DPE-PR cobra explicações após desfile com crianças negras como escravas

Foto: Reprodução / Youtube / Prefeitura de Piraí do Sul

A Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) abriu um procedimento para apurar as circunstâncias do desfile cívico realizado em Piraí do Sul, a quase 200 quilômetros de Curitiba, no domingo passado (18). A entidade emitiu nota, nesta terça-feira (20). Na comemoração ao Bicentenário da Independência, crianças de uma escola foram retratadas como escravas, usando a representação de correntes nos pés e nas mãos. As crianças que participaram da encenação são negras.

O procedimento da Defensoria Pública é classificado como “preparatório”. Caso necessário, pode ser ajuizada uma ação civil pública contra os órgãos responsáveis pelo ato. O procedimento foi aberto pelo Núcleo da Cidadania e Direitos Humanos (NUCIDH) e o Núcleo da Infância e Juventude (NUDIJ) da Defensoria Pública do Estado. Os núcleos vão cobrar explicações do município sobre o episódio. Nesta segunda-feira (19), em nota, a Prefeitura de Piraí do Sul rebateu as acusações de racismo. A Administração municipal diz que “em momento algum o ato ficou caracterizado como ofensa aos negros nem se destinou a qualquer desrespeito à dignidade humana”.

Os coordenadores dos núcleos da Defensoria Pública classificaram o ato de colocar crianças negras no desfile para representarem pessoas escravizadas como de extrema gravidade. “É com preocupação e espanto que o NUCIDH vê a utilização das crianças negras acorrentadas para remeter a fatos históricos escravagistas em pleno desfile cívico sobre a independência do Brasil. Num desfile cívico que celebra a independência do Brasil, deveriam ser exaltadas a cidadania e igualdade, e não o reforço a estereótipos”, afirmou o defensor público Antonio Vitor Barbosa de Almeida.

Para o defensor Fernando Redede Rodrigues, a exposição das crianças no ato é inadmissível. “O estigma que isso pode causar na vida das crianças, na personalidade delas, na história delas é muito grave. Estamos em um mundo de superexposição e isso pode causar futuro sofrimento e dano a essas crianças. É um ato de extrema irresponsabilidade”, afirmou.

Foto: Reprodução / Youtube / Prefeitura de Piraí do Sul

A DPE-PR é a instituição responsável pela defesa e promoção dos direitos humanos e da democracia no estado, com orientação jurídica e defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos. Os núcleos também são mecanismos específicos de atuação coletiva da Defensoria voltados ao enfrentamento de questões que representem ameaça à violação de direitos individuais e coletivos.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Alta de setembro foi de 4% e voltou a patamar de satisfação com 100,8 pontos

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

Segundo o IBGE, o acesso à rede cresceu 5 pontos porcentuais, chegando a 90%

Primavera começa com baixas temperaturas

Primavera começa com baixas temperaturas

Expectativa é de chuvas influenciadas pelo La Niña

Municípios do PR lideram produção nacional de leite, diz IBGE

Municípios do PR lideram produção nacional de leite, diz IBGE

Paraná produziu 4,4 bilhões de litros ao longo de 2021. Isso representa 12,5% do País