Política

Em resposta a um pedido da defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, Moro afirma que não foi parcial ao julgar o réu

 Em resposta a um pedido da defesa do ex-deputado Eduardo Cunha, Moro afirma que não foi parcial ao julgar o réu

(Foto: Sylvio Sirangelo/TRF4)

O juiz Sérgio Moro negou um pedido de exceção de suspeição feita pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. A defesa do réu – condenado na Lava Jato a 14 anos e meio – encaminhou à Justiça uma lista de motivos que tornariam Moro suspeito de parcialidade para julgar.

Entre as razões apontadas estaria a de que Cunha seria um “troféu público” para Moro que aproveitou a prisão preventiva do réu para “ganhar popularidade”. Além disso, para a defesa, a prisão de Cunha teria fundamentos ilegítimos e a manutenção dele no sistema penitenciário do Paraná seria uma forma de forçar a delação premiada. Como resposta, Moro disse que os argumentos não fazem sentido, já que o juiz não mantém qualquer animosidade pessoal em relação ao condenado e que a prisão de Cunha foi confirmada em todas as instâncias judiciais.

Moro alegou ainda que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região manteve a condenação de Cunha por unanimidade. No despacho do final do mês de fevereiro, o magistrado ressaltou que o réu tem o direito de questionar a parcialidade do juiz, no entanto, esse direito deveria ser exercido com prudência e sabedoria. Eduardo Cunha cumpre pena no Complexo Médico Penal, em Pinhais na grande Curitiba, desde outubro de 2016 por lavagem de dinheiro, corrupção e evasão de dividas.

Ele teve a sentença reduzida em segunda instância para 14 anos e meio. Na denúncia oferecida à Justiça Federal, o Ministério Público Federal acusou Eduardo Cunha de receber um milhão e meio de dólares em propina em um contrato da Petrobras para a exploração de petróleo em Benin, na África. O dinheiro teria sido depositado em contas não declaradas na Suíça. O ex-parlamentar responde ainda em Brasília a outra ação penal envolvendo fraudes no Fundo de Investimentos do FGTS.

 

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Forças de segurança definem estratégia do policiamento das Eleições 2022

Forças de segurança definem estratégia do policiamento das Eleições 2022

O trabalho vai ser integrado com as principais equipes de segurança do Estado

Álvaro Dias comenta disputa acirrada para o Senado no Paraná

Álvaro Dias comenta disputa acirrada para o Senado no Paraná

Candidato que lidera pesquisas até o momento fez uma análise sobre o período de campanha

Venda e consumo de bebidas alcoólicas serão proibidos nas eleições

Venda e consumo de bebidas alcoólicas serão proibidos nas eleições

Determinação é do governo estadual e visa garantir a segurança do processo eleitoral

Eleições 2022: 16 mil eleitores vão votar em lugares diferentes

Eleições 2022: 16 mil eleitores vão votar em lugares diferentes

A Justiça Eleitoral orienta os eleitores a consultarem os locais de votação