Política

Garcez segue como presidente do Conselho de Ética da CMC

O vereador Francisco Garcez (PSDB) segue como presidente do conselho de ética da câmara municipal de Curitiba. Garcez convocou uma reunião hoje de manhã e colocou o cargo a disposição. Mas houve uma votação entre os membros do conselho e eles decidiram que o vereador deve continuar no cargo. Inicialmente a votação ficou empatada em 2 votos a 2 e Garcez se absteve de votar. Com o empate, a sessão foi paralisada e houve uma reunião dos membros do conselho de ética em que se optou pela permanência  de Garcez no cargo. O vereador Emerson Prado (PSDB), participou da reunião e também opinou no momento da decisão dos vereadores.  Ele não faz parte do conselho de ética e está envolvido nas denúncias dos contratos de publicidade da casa, Emerson Prado disse que esteve lá para dar apoio a Francisco Garcez.

A vereadora Noemia Rocha (PMDB) votou pela saída de Garcez.  Ela disse que da maneira que a reunião foi feita não precisaria nem que o presidente do conselho colocasse o cargo a disposição.

Após o empate na votação e da reunião entre os membros do conselho de ética foi o próprio Garcez que deu o voto de minerva pela permanência dele no cargo.

Um balanço da votação dos vereadores: Valdemir Soares e Jorge Yamawaki votaram pela permanência de Francisco Garcez na presidência do conselho de ética. Eles saíram da reunião sem dar entrevista. Os vereadores Dirceu Moreira e Noemia Rocha votaram pela saída do presidente do conselho. Na semana passada o nome de Francisco Garcez apareceu nas denúncias que envolvem os contratos publicitários da casa. O jornal dele teria recebido verbas quando ele já era vereador. Garcez também anunciou que amanhã às duas e meia da tarde vai fazer um pronunciamento no gabinete dele para mostrar dados relativos a contratos de publicidade da câmara e que envolvem outros veículos de imprensa que receberam dinheiro da casa.

Band News Curitiba - 96,3 FM

TCU condena Dallagnol e Janot por diárias da Lava Jato

TCU condena Dallagnol e Janot por diárias da Lava Jato

Decisão pode tornar ambos inelegíveis. Dallagnol afirma que vai recorrer da decisão

CCJ nega recurso de Freitas sobre o prazo do julgamento

CCJ nega recurso de Freitas sobre o prazo do julgamento

Defesa aponta que Legislativo excedeu o tempo para julgar o vereador

Bancada Feminina na Assembleia é aprovada em redação final

Bancada Feminina na Assembleia é aprovada em redação final

Agora a matéria está apta para ser promulgada pela Presidência da Assembleia

Ausência de Ratinho Jr. no debate repercutiu entre os candidatos

Ausência de Ratinho Jr. no debate repercutiu entre os candidatos

Primeiro debate aconteceu na noite de domingo (8), na sede da Tv Band, em Curitiba