Governo lança PPPs para penitenciária, pátios de veículos e central de atendimento ao cidadão

Foto: Rodrigo Felix Leal/ANPr

O Governo do Paraná anunciou nesta segunda-feira (23) um pacote de Parcerias Público-Privadas e concessões no Estado que incluem a construção e gestão da Penitenciária Industrial de Piraquara (PIP), a implantação e administração de pátios de veículos que atualmente são geridos pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) e a criação de uma central de atendimento ao cidadão.

O valor estimado para os três primeiros projetos do programa de PPPs soma R$ 630 milhões de reais. O governador Ratinho Junior esclarece que a proposta de repassar à iniciativa privada a gestão de serviços públicos é inspirada em ações já adotadas em países de primeiro mundo.

De acordo com ele, o objetivo é agilizar e dar mais eficiência aos serviços prestados pela administração estadual.

As estimativas de valores são de R$ 50 milhões para construir a penitenciária industrial; de R$ 250 milhões em investimento na construção de novos pátios veiculares; de R$ 330 milhões nas centrais de atendimento. Ratinho Junior detalha a proposta das PPPs.

Além da Penitenciária Industrial, há outros projetos de PPP em análise na área de segurança pública em Piraquara e em outros municípios (Campo Mourão, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Guaíra, Londrina, Umuarama e Laranjeiras). No caso de ferrovia, está em análise técnica os trechos Maracaju (MS) – Paranaguá – Foz do Iguaçu.

Na área de saúde, o projeto mais avançado é o do Hospital da PM, em Curitiba, mas haverá parcerias também para gestão dos hospitais de Guarapuava e Ivaiporã. Outro modelo adotado pelo Estado são as concessões. O primeiro edital, para a concessão do Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, já está aberto.

Reportagem: Thaissa Martiniuk