MP protocola recurso de apelação contra padre de Londrina

O Ministério Público (MP) de Londrina protocolou no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) o recurso de apelação no processo contra o padre Marco Túlio Simonini, acusado de ter molestado sexualmente duas meninas no Termas de Londrina, no final de 2011. Em novembro do ano passado, ele foi acusado de ter molestado duas meninas, dentro da piscina, de 6 e 7 anos, ficando preso na Penitenciária Estadual de Londrina (PEL 2). Em janeiro deste ano, durante a audiência de julgamento, a juíza da 6ª Vara Criminal de Londrina, Zilda Romero, o absolveu das acusações. O processo criminal corre em Segredo de Justiça. O MP entende que existem provas para o pedido de recurso. O padre Marco Túlio Simonini deve continuar livre, já que o recurso não supende a decisão de abolvição do padre.

Band News Curitiba - 96,3 FM

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem

Polícia Civil prende dois suspeitos de estelionato 

Polícia Civil prende dois suspeitos de estelionato 

A polícia também apreendeu um veículo e outros objetos

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Saldo da balança comercial paranaense fica negativa em fevereiro

Apesar do crescimento de 37% nas vendas para o exterior, em comparação com fevereiro de