Presidente da Federação de Skate do Paraná é afastado por suspeita de exploração sexual

Polícia apreendeu computadores e um celular (foto: divulgação/Polícia Civil)

O presidente da Federação de Skate do Paraná está afastado das funções a pedido do Ministério Público do Paraná, devido a denúncias de exploração sexual. Segundo denúncia da 1ª Promotoria de Justiça de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Curitiba, já foram identificadas três vítimas, que têm entre 15 e 17 anos. A Promotoria apurou que o homem atraía as vítimas com a promessa de benefícios e presentes, como peças de skate.

No entanto, no momento da entrega dos equipamentos, ele exigia que os jovens se submetessem a atos sexuais. Um mandado de busca e apreensão foi cumprido na sede da federação, que fica no bairro Tarumã, em Curitiba. Equipamentos eletrônicos foram apreendidos e encaminhados para a perícia. É o que relata o delegado José Barreto, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria).

O presidente da Federação também está proibido de entrar nas sedes da instituição ou de locais filiados, assim como participar de campeonatos esportivos, acessar estabelecimentos recreativos ou qualquer evento voltado ao público infanto-juvenil.

A defesa dele diz que não existem provas concretas e que as denúncias foram feitas há cinco anos, em um período de eleições na federação, portanto, o advogado conclui que pode haver um critério político para os fatos denunciados.

Reportagem: Ricardo Pereira

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*