Política

Promotora de Londrina recomenda que não se distribua benefícios em ano eleitoral

A promotora eleitoral de Londrina, Susana Feitosa de Lacerda, emitiu recomendação para que a administração pública não distribua alimentos ou outros benefícios em ano eleitoral. Estão restritas doações de alimentos, medicamentos, materiais de construção e passagens rodoviárias. Em casos de necessidade, o Ministério Público recomenda que seja observado o critério da impessoalidade e que a Promotoria Eleitoral seja informada. Também devem ser suspensos repasses de recursos a entidades vinculadas a pré-candidatos. Outra recomendação foi a emissão de dados em 15 dias dos programas sociais mantidos pela Prefeitura de Londrina e quantas famílias são beneficiadas. Quem infringir a lei está sujeito a multas que variam entre 5 mil e 300 reais a 106 mil reais, além da cassação do registro do candidato, além de inelegibilidade por suposto abuso do poder.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

TSE julga nesta terça (6) candidatura de Jocelito Canto (PSDB)

TSE julga nesta terça (6) candidatura de Jocelito Canto (PSDB)

Se TSE negar recurso, Beto Richa (PSDB) assume o lugar de Jocelito Canto na Câmara

Com texto alterado antes da votação, vereadores aprovam novo IPTU

Com texto alterado antes da votação, vereadores aprovam novo IPTU

Proposta altera a base para o cálculo do IPTU e foi substituída depois das discussões

Curitiba: recomposição salarial de servidores segue para sanção

Curitiba: recomposição salarial de servidores segue para sanção

Vereadores aprovaram reajuste de 7,17%, com base à inflação dos últimos 12 meses

Alep aprova aumento do ICMS no Paraná

Alep aprova aumento do ICMS no Paraná

Segundo o texto, a alíquota modal do tributo deve passar de 18% para 19%