Reunião de CPI que investiga contrato com a JMK é cancelada por ausência de deputados

Dos onze integrantes, apenas quatro compareceram à reunião desta terça-feira, que foi cancelada (Foto: Ricardo Pereira/BandNews Curitiba)

Pela terceira vez uma reunião da CPI que investiga o contrato entre o governo do Paraná e a empresa JMK é cancelada por falta de quórum. Nesta quarta-feira (21), dos onze deputados estaduais que integram o grupo, apenas quatro estiveram presentes.

Dessa maneira, o ex-diretor-geral da Secretaria da Administração e Previdência, Francisco Farah, e o major Alessandro Galeski, fiscal do contrato pela Polícia Militar do Paraná, foram dispensados. Os dois seriam ouvidos e questionados pelos integrantes da comissão.

A JMK é suspeita de ter desviado R$ 125 milhões dos cofres estaduais em um esquema criminoso que teria envolvido falsificação e adulteração de orçamentos de oficinas mecânicas, para elevar o valor do serviço prestado.  

O cancelamento aconteceu por volta das 9h30, trinta minutos após o horário previsto para início da sessão.

O deputado Luiz Fernando Guerra (PSL) reclamou da ausência dos colegas, que, caso não possam comparecer, têm a condição de convocar os suplentes para as reuniões da CPI.

O presidente da CPI, deputado Soldado Fruet (Pros), argumentou que, um dia antes, sempre é feita a confirmação dos participantes. Mesmo assim, a ausência de deputados nas reuniões tem sido algo recorrente.

A JMK, alvo de operação policial em maio deste ano – que levou à prisão os suspeitos de envolvimento com um esquema de superfaturamento e uma série de irregularidades e ilegalidades na manutenção de carros oficiais, nega as acusações.

Segundo a investigação, os desvios, realizados por meio de orçamentos falsos e pela utilização de peças de baixa qualidade, teriam causado prejuízo de mais de R$ 125 milhões aos cofres públicos.

Além disso, a Polícia Civil afirma que a JMK não repassou pagamentos para as oficinas credenciadas – e, por isso, os estabelecimentos deixaram de realizar a manutenção dos veículos. Integram a CPI os deputados: Luiz Fernando Guerra, Michele (Caputo, Cantora Mara Lima, Delegado Jacovós, Mauro Moraes, Soldado Fruet, Delegado Fernando, Tião Medeiros, Jonas Guimarães, Paulo Litro e Alexandre Amaro.

Reportagem: Ricardo Pereira