Alep vota relatório final da CPI dos Portos na segunda-feira

Na próxima segunda-feira a Assembleia Legislativa do Paraná vota, em segundo turno, o relatório final da CPI dos Portos, que foi criada no dia 6 de junho de 2011 para investigar as denúncias de irregularidades na Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina depois da Operação Dallas da Polícia Federal. Foram ouvidas 13 pessoas, entre elas os ex-superintendentes Eduardo Requião e Daniel Lúcio Oliveira de Souza que estão entre os investigados pelos policiais federais. A CPI constatou diversas problemas, como o passivo trabalhista e questões de infraestrutura, mas não indiciou ninguém pelas irregularidades. O relatório, divulgado em Diário Oficinal, faz 11 sugestões para os atuais administradores da Appa e para o Governo do Paraná. Entre os principais pontos, o texto sugere a realização de perícias nos terminal de Álcool e Fertilizantes, implementação de melhorias na segurança de acesso a área portuária e a criação de um plano para obter o licenciamento ambiental para a operação portuária. O presidente da CPI, deputado Douglas Fabrício (PPS), destaca ainda o problema trabalhista da Appa. Segundo ele, os portos paranaenses gastam cerca de R$ 50 milhões por ano em indenizações a ex-trabalhadores da autarquia devido a processos judiciais.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*