Em cinco meses, serviço aeromédico atendeu 181 pessoas na região Noroeste

Foto: Agência de Notícias do Paraná

Foto: Agência de Notícias do Paraná

181 atendimentos foram feitos pelo serviço aeromédico do Estado, em cinco meses de atividade do serviço. Nesse número estão contabilizados resgate de pessoas e transporte de pacientes em estado grave na região Noroeste, local de atuação do serviço. A base da operação fica em Maringá. Segundo o diretor de Políticas de Urgências e Emergência da Secretaria Estadual da Saúde, Vinicius Filipak, o uso de aeronaves garante um atendimento até 60 por cento mais rápido em situações de emergência, aumentando as chances de sobrevivência da pessoa.

As bases de Curitiba, Cascavel, Londrina e Maringá já operam com quatro helicópteros exclusivamente para o serviço médico, com autonomia de voo de 250 quilômetros, a partir da base.

O avião UTI, que atende a todo o Paraná, possui todos os equipamentos necessários para dar suporte a pacientes em situação crítica. Somando todas as aeronaves, já foram realizados, em seis anos, seis mil atendimentos em todo o Paraná.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*