Em seis meses, Paraná tem 39 mortes por gripe confirmadas

Foto: Levy Ferreira/SMCS

Pelo menos 39 pessoas morreram por gripe Influenza neste ano no Paraná. Segundo o boletim mais recente divulgado ontem (04) pela Secretaria de Estado da Saúde, até agora foram confirmados 314 casos da doença no Estado. Cinco pessoas morreram desde a divulgação anterior, no dia 26 de junho. Os dados do boletim desta semana são referentes ao período de 31 de dezembro de 2017 a 30 de junho. Curitiba, com sete mortes, e Foz do Iguaçu, com cinco, são as cidades com mais registros de casos graves de gripe.

Em todo o Estado, são 115 casos confirmados de Influenza A-H1N1, 164 casos de Influenza A-H3, e 13 casos de Influenza B. Os demais não são subtipados. Entre os 39 pacientes que morreram, 31 eram do sexo masculino, o que representa 79,5% dos casos. Segundo o secretário de Estado da Saúde, Antonio Carlos Figueiredo Nardi, os homens buscam menos a imunização e sofrem com mais frequência de comorbidades que agravam os efeitos da gripe.

Dos 39 mortos por gripe, 22 deles tinham mais de 60 anos. Mais de 70% dos pacientes que morreram tinham pelo menos um fator de risco para complicação, como doenças crônicas. Segundo o secretário, o número de mortes até agora é parecido com o dos últimos anos.

Em 62 Unidades de Saúde da rede municipal ainda há doses da vacina contra a gripe disponíveis. Das 70 mil doses colocadas à disposição da população só restam cerca de 5 mil, que devem durar só até hoje (05), segundo a prefeitura. Com a alta procura, a maior parte das unidades de saúde já está com os estoques zerados. A lista com os postos que ainda têm a vacina disponível está no site da prefeitura: curitiba.pr.gov.br. O tempo de espera para vacina pode passar de cinco horas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*