Homem de 93 anos é o primeiro caso de morte por gripe H3N2 no oeste do Paraná

vacina_gripe

O primeiro caso de morte por gripe H3N2 em 2017 foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. A vítima morreu no começo deste mês. O homem de 93 anos não havia tomado a vacina contra a doença. O H3N2 também é um tipo de influenza e é mais comum nesta época do ano. De acordo com a Secretaria de Saúde do município, toda semana são coletadas amostras para saber qual é o vírus em maior circulação na cidade. A campanha de vacinação segue até o dia 26 de maio em qualquer unidade de saúde do município. Precisam receber a vacina crianças com idade entre seis meses e cinco anos, trabalhadores da área da saúde pública e privada, gestantes, mulheres no pós-parto de até 45 dias, idosos com mais de 60 anos, presos, trabalhadores do sistema prisional e professores. Para Foz do Iguaçu, a meta é vacinar 90% das 67 mil pessoas que compreendem os grupos prioritários. Até hoje (terça) apenas 45% do público-alvo havia recebido a dose, ou seja, cerca de 32 mil pessoas.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*