Servidores do Ministério da Saúde entram em greve no Paraná

 Servidores do Ministério da Saúde entram em greve no Paraná

Servidores do Ministério da Saúde estão em greve no Paraná, para pedir que o governo federal implante um novo plano de carreira aos funcionários e reestruture a tabela salarial. A paralisação já afeta a região de Londrina e Maringá e hoje chegou à Curitiba. São cerca de 200 trabalhadores na capital e segundo o sindicato que representa a categoria a maioria está de braços cruzados. Em Curitiba, sindicalistas fizeram um protesto hoje de manhã em frente à sede do Ministério da Saúde, no Centro. A paralisação é por dois dias e vai até amanhã. Ainda não há um balanço dos locais que estão prejudicados por causa da greve. A maioria dos servidores faz apenas serviços administrativos. Um dos diretores do sindicato dos trabalhadores em saúde e previdência social, Helio de Jesus, diz que um dos principais problemas que os servidores enfrentam é ter um salário base baixo com gratificações.

Um servidor da saúde em início de carreira recebe em torno de 1.600 reais. Quem está há mais tempo no Ministério da Saúde ganha em torno de 3.500. Amanhã os trabalhadores em greve participam de um ato público em conjunto com outros servidores federais que também estão parados do IBGE, das universidades federais e do Hospital de Clínicas. É a partir das nove da manhã, na Praça Santos Andrade.

Band News Curitiba - 96,3 FM

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

A notícia foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

A implantação do programa tem por objetivo diminuir as filas de espera

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem