Uma técnica menos invasiva e inovadora de autópsia em vítimas de Covid-19 está sendo implantada em hospital do interior do Paraná

 Uma técnica menos invasiva e inovadora de autópsia em vítimas de Covid-19 está sendo implantada em hospital do interior do Paraná

O Hospital Universitário Regional de Maringá realiza nova técnica de autópsia em vítimas da Covid-19. O procedimento, considerado menos invasivo, consiste na coleta de tecidos dos órgãos por meio de pequenas incisões na pele com uma agulha de punção.

Em uma autópsia convencional haveria a necessidade de abrir todo o corpo. Uma equipe de 20 pessoas formada por médicos, residentes e estudantes está envolvida no projeto que está sendo implantado na unidade. O grupo participou de um treinamento com profissionais da Universidade de São Paulo que é especializada e referência neste tipo de procedimento, que possui protocolos validados de eficiência semelhante à autópsia convencional.

Até o momento 48 autópsias foram feitas, conforme explica a professora do departamento de medicina da UEM, Ana Gabriela Strang, que ressalta a importância dessa autópsia minimamente invasiva e inovadora.

O controle de qualidade do material coletado está sendo feito pelo laboratório de patologia básica da Universidade Estadual de Maringá. A partir destas análises será possível ampliar o conhecimento sobre a evolução da doença e também haverá descobertas importantes relacionadas ao tratamento. Há também perspectivas de adotar o método na avaliação de mortes infantis e neonatais e também de mortes causadas por outras doenças, o que possibilitaria um melhor entendimento de óbitos por diagnósticos que não foram esclarecidos em vida.

As autópsias feitas até o momento foram realizadas entre novembro de 2020 e maio de 2021. 

Reportagem: Vanessa Fontanella

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

Paraná está oficialmente livre da epidemia H3N2

A notícia foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

Programa Opera Paraná deve realizar 60 mil cirurgias eletivas

A implantação do programa tem por objetivo diminuir as filas de espera

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem